domingo, 3 de abril de 2016

A POTENTE AÇÃO DO FRIO NA DESTRUIÇÃO DE “GORDURINHAS” INDESEJADAS








Quer perder gordura 

localizada?

Conheça a Criolipólise:

   

     A gordura localizada é um acúmulo de tecido gorduroso em maior quantidade em um determinado lugar do que em outros, principalmente na barriga. Isso acaba formando os “pneuzinhos”, aparecendo até nas magrinhas, gerando desconforto e insatisfação com o próprio corpo, principalmente para as mulheres, que buscam por métodos para eliminar essas gorduras indesejadas.
      A criolipólise está no mercado brasileiro desde 2012. É, um método não agressivo, não invasivo e sem cortes, que usa do princípio do resfriamento tecidual controlado para auxiliar na eliminação das “gordurinhas” indesejadas.
      Quem nunca esqueceu uma latinha no congelador e quando foi pegar ela tinha estourado? É assim que acontece ao utilizar a criolipólise. Ao serem submetidas à baixa temperatura (-7° graus), as células de gordura aumentam de tamanho e se rompem, estouram. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as metabolizam.
      É assim que está sendo chamada a Criolipólise: “nova lipoaspiração”. O tratamento vem fazendo muito sucesso na Fisioterapia Dermato Funcional devido aos seus resultados e ao baixo risco do procedimento.

Antes e depois do procedimento com a criolipólise
       Foto retirada da rede social da fisioterapeuta entrevistada.


Entrevistamos a Fisioterapeuta Dermato Funcional Caroline Silva sobre o procedimento:

Qual o custo do tratamento, quantas sessões são necessárias? Os resultados são positivos?

R: O tratamento gira em torno de R$ 500,00, sendo uma sessão com duração de 1 hora. O ideal é de uma a três sessões com intervalos de até 60 dias entre elas. Em apenas uma sessão, espera-se aproximadamente 25% a 30% da perda da gordura (claro que isso vai variar de pessoa a pessoa). De 4 a 6 semanas já se pode observar os primeiros resultados na região onde o procedimento foi aplicado, e, em 3 meses ,o resultado final.


  O tratamento é doloroso e precisa de anestesia?

R: Não é um tratamento doloroso e não é preciso anestesia, mas gera um desconforto pela sucção (aspiração) da gordura para dentro do vácuo. A região fica exposta por uma hora em baixa temperatura, sendo, então, o tecido congelado.

Momento da sucção.
Foto retirada da rede social da fisioterapeuta entrevistada.

Quais as regiões do corpo podem ser realizadas o tratamento com a criolipólise?

   R: Pode-se usar em qualquer parte do corpo, onde o aparelho consegue “pegar” uma quantidade significativa de gordura localizada, e também é capaz de eliminar gordura até nos locais mais difíceis de queimar com exercícios físicos e com outros métodos. O aparelho da criolipólise é adaptável para cada área do corpo que for aplicar como, por exemplo, na barriga, é usado um ponteiro grande, nos “pneuzinhos”, um ponteiro menor.

Regiões onde podem ser aplicadas a criolipólise

Pode fazer em outras regiões na mesma sessão?

R: Sim, claro que pode, sem oferecer risco nenhum, muitos clientes chegam a fazer até em três lugares diferentes no mesmo dia.

Existe um cuidado especifico depois da sessão de tratamento com a criolipólise?

R: Depois da sessão recomendo para meus clientes fazerem uma pós-criolipólise, o quero dizer com isso, é fazer uma drenagem linfática no local para acelerar o processo de eliminação dessas gorduras. Vale ressaltar também, que sempre oriento a terem uma boa alimentação e fazer bastante exercício físico. Mas não tem cuidados específicos como em cirurgias, pode voltar à rotina normalmente, no mesmo dia.

Quais as contra-indicações?

R: Não é indicada para pessoas com sobrepeso ou obesidade, região abdominal quando há suspeita de gravidez ou grávidas, pessoas com hipersensibilidade ao frio e cirurgias feitas recentemente, essas são as principais contra-indicações.

A pele submetida á tanto tempo em baixas temperaturas não sofre queimaduras?

R: Não, é colocada uma manta com gel por cima da pele protegendo-a contra as ações do frio. A gordura, por ser mais sensível a baixas temperaturas, é mais afetada. Pele, músculos e nervos não sofrem alterações.


Referências:

PAIVA, Priscila de Oliveira; MEJIA, Dayana Priscila Maia. Criolipólise no tratamento da gordura localizada. Disponível em: <http://docplayer.com.br/10735265-Criolipolise-no-tratamento-da-gordura-localizada.html>. Acesso em: 18 mar. 2016.

SILVA, Tatiani Rosa Bega da; MERCADO, Naiara Fernanda. CRIOLIPÓLISE E SUA EFICÁCIA NO TRATAMENTO DA GORDURA LOCALIZADA: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. 2015. Disponível em: <http://www.visaouniversitaria.com.br/ojs/index. php/home/article/view/58/52>. Acesso em: 18 mar. 2016.



32 comentários:

  1. Boa Tarde! Gostei de como o tema foi abordado e apresentado, bastante esclarecedor. Gostaria de saber em relação ao risco de flacidez de pele no local da aplicação após o tratamento. Existe essa possibilidade como nas lipoaspirações convencionais?

    Obrigada.

    Michelle Araújo do Nascimento - Graduanda em fisioterapia 8 período - PUC Minas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Michele! A causa da flacidez está relacionada a alguns fatores, como por exemplo, idade, fatores genéticos, exposição ao sol, perda de colágeno e elastina. Antes do tratamento com criolipólise ser realizado, o paciente deverá ser avaliado minuciosamente a fim de determinar se, apesar de haver indicação da terapia, há algum fator que contraindique o tratamento ou mereça cautela durante e após a aplicação. Um destes fatores é o grau de flacidez prévio da pele. Em uma pele normal, o risco de flacidez com a criolipólise é pequeno.
      Obrigada pela pergunta.

      Excluir
  2. Parabéns pela postagem, o assunto abordado é muito interessante e útil, esses recursos com novas tecnologias vieram para melhorar nossas vidas e é sempre bom saber das novidades.

    ResponderExcluir
  3. Interssante esse procedimento para eliminar gorduras, gostei, e esse post me parece ser bem explicativo.

    ResponderExcluir
  4. Estudo recente mas de grande valia, parece realmente trazer grandes resultados!

    ResponderExcluir
  5. Maximiliane Veloso3 de abril de 2016 18:45

    Uau, adorei! Já quero fazer esse procedimento.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de parabenizar pelo blog, realmente muito interessante a técnica e impressiona que seja tão eficiente e poucas pessoas conheçam. Tenho uma dúvida, esse tipo de procedimento, por causa da sucção, não pode causar estrias e outros problemas na pele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A estria é uma atrofia da pele, adquirida devido ao rompimento das fibras elásticas presentes na segunda camada da pele, chamada derme. A criolipólise, apesar de fazer a sucção da pele, tem como alvo principal os adipócitos, ou seja, as células de gordura, portanto a pele não sofre alteração nesse procedimento, sendo assim o risco de estria é pequeno.

      Excluir
  7. Nossa, muito bacana. Interessante q todo o processo é "natural", sem anestesia ou algum relaxante.

    ResponderExcluir
  8. Nossa !! até que enfim achei o que procurava para tirar minhas dúvidas. Muito bem explicado o assunto, ilustrativo e muito objetivo... tenho um sério desconforto em dar "tchauzinhos", já tentei outras coisas mas não obtive resultados agradáveis. Parece que com a Criolipólise vou conseguir o que quero. Muito obrigado mesmo.

    ResponderExcluir
  9. O rompimento dos adipócitos causados pela criolipólise pode ser comparado com a retirada dos mesmos (como em uma lipoaspiração por um exemplo) ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, apesar de a criolipólise ser chamada de ´´nova lipoaspiração´´, essa comparação acontece porque os efeitos são semelhantes. Em uma lipoaspiração (procedimento invasivo) a retirada dos adipócitos ocorre de forma invasiva, por sucção. Na criolipólise, os adipócitos são eliminados naturalmente pelo ação do sistema imunológico (macrófagos). Obrigada pela pergunta.

      Excluir
  10. Muito bacana o texto. Explica bem o que é e como é o procedimento. Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  11. O blog é muito interessante e o artigo muito esclarecedor!

    ResponderExcluir
  12. Muuito bom ..parabéns, me ajudou muito. Nguem merece essas gordurinhas.

    ResponderExcluir
  13. Esclareceu todas as minhas dúvidas, excelente texto.

    ResponderExcluir
  14. Agradecemos pelos elogios e pelas visitas ao blog, sintam-se à vontade para esclarecer suas dúvidas sobre os Recursos Terapêuticos Físicos.

    ResponderExcluir
  15. Nossa que post bacana e interessante, não conhecia essa técnica, vou procurar clínicas que fazem isso!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  16. Muito interessante a assimilação da técnica com uma situação comum no cotidiano. Sensacional,espero que esta técnica tenha grande aplicabilidade e acessibilidade. Parabéns, excelente texto!

    ResponderExcluir
  17. Excelente...muito interessante e informativo...

    ResponderExcluir
  18. O uso da criolipolise tem quais efeitos quando associada à atividade fisica e como acontece o procedimento? abraços muito bom texto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A criolipólise é um procedimento indicado para auxiliar no tratamento de gordura localizada, ou seja, seu efeito está concentrado na região onde o tratamento foi realizado. A atividade física, quando realizada com intensidade adequada, pode ajudar no processo de emagrecimento do corpo como um todo, não retirando gordura só de uma região. Sendo assim, a associação de uma atividade física a criolipólise pode, sim, trazer mais benefícios a quem deseja não só reduzir a gordura localizada, mas também emagrecer. Além disso, é importante manter também uma boa alimentação.
      Obrigado pela pergunta!

      Excluir
  19. Nossa que interessante. Muito bom pra tirar as dúvidas antes de usar o procedimento.

    ResponderExcluir
  20. Esse tratamento possui efeitos colaterais ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São raros os efeitos colaterais da criolipólise. Porém, em alguns casos pode ocorrer dor, eritema (vermelhidão da pele), hematoma e dormência na região tratada. Em estudos feitos com a criolipólise, não foram observados efeitos colaterais mais graves como dor crônica, bolhas, coceiras, hiperpigmentação (pele anormalmente escura), ulceras ou queimaduras. Obrigado pela pergunta!

      Excluir
  21. Gostei muito desse blog,bastante interessante o assunto abordado.Confesso que nunca tinha ouvido falar na Criolipólise e gostei muito desse procedimento e o post foi capaz de passar para o leitor, como funciona e como é feito. Parabéns !!

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário aqui.