quinta-feira, 22 de junho de 2017

E terminamos mais um ciclo...

E o sucesso do mesmo não teria acontecido sem a dedicação dos alunos do 4° período de fisioterapia da PUC e dos monitores da disciplina.
Mais uma vez agradecemos a vocês que curtiram, comentaram e compartilharam os nossos posts. Saber que os nossos posts estão ajudando a divulgar a importância dos Recursos Terapêuticos Físicos e servindo como ferramenta para o aprendizado deste conteúdo nos motiva cada vez mais a continuar com este trabalho. No próximo semestre estaremos de volta!!! Caso tenham interesse em algum tema específico sobre os recursos terapêuticos físicos, compartilhe conosco. Tentaremos incluí-lo nas temáticas dos próximos posts. 

Até breve!!! 



quarta-feira, 7 de junho de 2017

A importância dos Recursos Terapêuticos Físicos (RTF’s) na fisioterapia esportiva




AFINAL, O QUE É FISIOTERAPIA ESPORTIVA?

A Fisioterapia Esportiva é uma especialidade da Fisioterapia que visa reabilitar, tratar e prevenir lesões de atletas ou de qualquer outro indivíduo que pratique alguma atividade física. Tem como principal objetivo devolver o indivíduo para a prática esportiva, com segurança, o mais rápido possível, após uma lesão. 



PORQUE UTILIZAR RECURSOS TERAPÊUTICOS FÍSICOS NA FISIOTERAPIA ESPORTIVA?

O atleta, diferente de outros indivíduos, executa todas as funções do seu corpo, no máximo de potência e amplitude, para realização perfeita de todos os movimentos que sua prática esportiva exige, estando, por esse motivo, mais predisposto a lesões. Dependendo do tipo e local da lesão e das necessidades do indivíduo, a fisioterapia dispõe de alguns recursos para seu tratamento. Dentre os recursos, se encontra os Recursos Terapêuticos Físicos, que tem como objetivo auxiliar no processo de recuperação do atleta, para que o mesmo possa retornar em um curto espaço de tempo a sua prática esportiva. 

Figura 2: Crioterapia y Termoterapia ¿Cuando una e cuando otra? (disponível em http://phisiobasic.com/crioterapia-y-termoterapia-cuando-una-y-cuando-otra/)


RESFRIAMENTO E AQUECIMENTO TERAPÊUTICOS

O aquecimento e o resfriamento terapêuticos são utilizados na fisioterapia esportiva para o tratamento de lesões musculoesqueléticas.
A crioterapia é o uso do resfriamento como recurso terapêutico. Abrange uma grande quantidade de técnicas que usam a água nas formas líquida, sólida e gasosa, com o objetivo de reduzir a temperatura do local lesionado, na faixa de 13 C a 18 C, proporcionando benefícios fisiológicos e terapêuticos.
- Benefícios terapêuticos da crioterapia: redução da dor, contensão do processo inflamatório e do edema e redução do espasmo muscular.
- Contraindicações: hipersensibilidade/intolerância ao frio, área com comprometimento circulatório ou doença vascular periférica.

Dentre as várias formas de resfriamento, o protocolo PRICE é uma das técnicas mais aplicadas para tratamento das lesões esportivas.
Esse protocolo é utilizado principalmente no pós trauma imediato, em lesões musculares e articulares, com o objetivo de minimizar os sinais e sintomas da reação inflamatória aguda, como dor e a formação do edema. 

As letras da sigla PRICE significam:

P (Protection) – PROTEÇÃO com o objetivo de diminuir o estresse sobre a estrutura lesionada. 
R (Rest) - REPOUSO  orientado para permitir a recuperação tecidual.
I (ICE) - GELO  ajuda a controlar os sinais e sintomas da fase inflamatória aguda.
C (Compression)- COMPRESSÃO  associado com o gelo ajuda a minimizar a formação do edema  
E (Elevation) - ELEVAÇÃO da área lesionada para que a gravidade possa atuar no controle do edema 

Diferente da crioterapia, as modalidades de aquecimento tecidual são contraindicadas no pós trauma imediato, sendo usadas mais na fase proliferativa do reparo tecidual ou como coadjuvante no controle da dor, atuando positivamente na quebra do ciclo dor-espasmo-dor. Assim como a crioterapia, há várias formas de promover o aquecimento tecidual, sendo as modalidades de aquecimento superficial, tais como as compressas quentes, as mais popularmente usadas. Entretanto, para um aquecimento mais profundo e de mais intensidade, a diatermia por ondas curtas ou pelo microondas são mais indicadas.
Contraindicações: fase inflamatória aguda, alterações circulatórias, alteração da sensibilidade térmica e dolorosa, hemorragia, tumores e sobre feridas abertas.  

ELETROTERAPIA

Essa é outra modalidade física muito útil para o tratamento das lesões esportivas. A eletroterapia é  o uso da corrente elétrica de baixa (0 a 200 Hz) e média frequência (1000 a 10.000 Hz) para fins terapêuticos.

Lembre-se: Nem tudo que se liga na tomada é eletroterapia!!!!



CONTRAINDICAÇÕES:

- Utilização sobre vasos sanguíneos trombóticos ou embolíticos;
- Vasos vulneráveis à hemorragia;
- Área abdominal de gestantes;
- Sobre seios carotídeos;
- Alterações de sensibilidade;
- Indivíduos com dermatite;
- Tecidos neoplásicos, estado febril, infecções em geral.





REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

- NERY, Ariani. Termoterapia. Disponível em >http://fisioterapia.com/termoterapia/< Acesso em: 18 set. 2016
- MARIANO, Fábio Pamplona. Crioterapia. Disponível em >http://mobilitafisioterapia.com/crioterapia/<
- HAUSCHILD, Romualdo. Efeitos da Eletroterapia. Disponível em >http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/efeitos-da-el-troterapia< Acesso em 31 de maio de 2012
- ANJOS, Marco Tulio Saldanha dos. Quem e o que pode ser tratado pelo fisioterapeuta esportivo? Disponível em >http://www.sonafe.org.br/site/detalhes-artigo/54< Acesso em 11 de maio de 2017 

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Você sabe o que é magnetoterapia?

Magnetoterapia é uma técnica alternativa que utiliza ímãs, aproveitando os benefícios dos campos magnéticos sobre o corpo humano, possibilitando o processo natural de cura.

Ação do Campo Magnético na célula

No organismo dos seres vivos acontecem os fenômenos elétricos responsáveis pela manutenção da vida. Cada célula do corpo humano possui a sua própria energia magnética e o seu potencial elétrico. Quando acontece alguma lesão, as cargas elétricas das células se alteram (nesse caso a membrana celular fica mais despolarizada), e a célula perde a sua função. O campo magnético é capaz de repolarizar a membrana celular, restabelecendo o funcionamento fisiológico e o equilíbrio de energia das células.

A Magnetoterapia tem a capacidade de influenciar e beneficiar diretamente a circulação do corpo humano, isso se deve ao fato de o nosso sangue possuir ferro. O ferro circula em nosso sangue através de uma substância chamada hemoglobina, que possui também a função de carregar o oxigênio para todos os tecidos do corpo. 

Quando colocamos um magneto na superfície de um corpo, dependendo da sua polaridade (positivo ou negativo), pode haver atração ou repulsão de cargas, proporcionando efeitos fisiológicos e terapêuticos diferentes no organismo.



Principais Benefícios da Magnetoterapia

- Melhora da circulação sanguínea
- Melhora da oxigenação dos tecidos
- Alívio de dor
- Regeneração Celular

Contra indicações 

- Gestantes 
- Portadores de doenças neoplásicas
- Hipertireoidismo

 



Diante dos benefícios citados que a magnetoterapia proporciona, o seu uso pode ser implementado na rotina de trabalho dos fisioterapeutas, em conjuntos com outras intervenções, buscando otimizar o processo de reabilitação do individuo.

Referencias bibliográficas:

MEYER P.F. Investigação sobre possíveis efeitos biológicos in vitro de agentes físicos utilizados em fisioterapia. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal: 2008; p.1-52
SOCIEDADE DE ESTUDOS E PESQUISAS DA ACUPUNTURA CLÁSSICA CHINESA Disponível em:< http://www.sepaccbrasil.com.br/6.htm>. Acesso em 20 de Abril 2017.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Conhecendo um pouco mais sobre gameterapia



Afinal, o que é GAMETERAPIA?

O termo "gameterapia" se refere ao uso de videogames, com sensores de movimento, como tecnologia assistiva das sessões de fisioterapia, especialmente em pacientes com desordens ortopédicas ou neurológicas.

O uso de vídeo games como ferramenta de trabalho iniciou-se no Canadá, por volta de 2006. Hoje, os jogos fazem parte do processo de reabilitação em vários países, inclusive no Brasil, tendo boa aceitação não só pelos profissionais da saúde, mas também pelos pacientes que se sentem mais motivados e interessados com o tratamento.

E como funciona?

Os sistemas de vídeo games mais utilizados são o Nintendo Wii e o X-Box 360 Kinect. Durante a reabilitação, o paciente é colocado em uma plataforma ou diante de sensores de movimento, possibilitando que o mesmo “controle” o seu personagem no jogo. Assim, todos os movimentos realizados pelo paciente são refletidos na tela do game e podem, portanto, ser usados com propósitos terapêuticos.

Com a gameterapia o processo de reabilitação tende a ser mais interativo e dinâmico. O constante estímulo da atividade motora favorece a atividade cerebral e ajuda no controle da ansiedade e depressão, melhorando, assim, a qualidade de vida dos pacientes.

O fator motivacional tem um impacto positivo sobre os pacientes, pois eles se empenham cada vez mais em executar os jogos de forma correta para aumentarem a pontuação e passarem para a próxima fase. Com isso, é possível observar como resultados:

-  Melhora do equilíbrio e propriocepção;
-  Aumento / manutenção da força muscular;
-  Melhora da capacidade de concentração;
-  Aumento da autoestima.

Foto 1: Nintendo Wii.  (disponível em: <http://www.top30.com.br/news /gameterapia-a-terapia-atraves-dos-videos-games/>)

Posso usar meu videogame para fazer terapia em casa?

Não. A gameterapia deve ser acompanhada por um especialista, capaz de propor e orientar os exercícios adequados ao quadro de cada paciente, complementando e otimizando o processo de reabilitação.   

BioTrain – Sistema de Treinamento Avançado

O BioTrain é um dispositivo que usa a estimulação elétrica neuromuscular (em conjunto com exercícios tradicionais) para aumentar a eficiência de treinamentos em reabilitação e condicionamento físico para fortalecimento muscular. Utiliza algoritmos de inteligência artificial e os módulos BioFeed e BioMov para controle do momento, intensidade e tipo do estímulo a ser aplicado, de acordo com o exercício que está sendo realizado e os tecidos que devem ser excitados. Na reabilitação, permite realizar sessões de biofeedback de forma divertida, fazendo com que o paciente fique mais atraído pela terapia.


O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) aprova o uso de games movidos a eletromiografia por biofeedback no processo de reabilitação. Porém um dos grandes obstáculos à implementação de jogos associados à EMG por biofeedback no processo de reabilitação é o alto custo do aparelho, que pode chegar a 28 mil reais.

Foto 2: Carlos Macedo / Agencia RBS. Paciente utilizando a Eletromiografia.(Disponível em: <http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2016/06/com-a-ajudadenovastecno logias-jogos-se-tornamaliados-no-tratamento-de-diversas-doencas5825358.html>)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

HARTMANN, Marcel. Com a ajuda de novas tecnologias, jogos se tornam aliados no tratamento de diversas doenças. Disponível em: <http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2016/06/com-a-ajuda-de-novas-tecnologias-jogos-se-tornam-aliados-no-tratamento-de-diversas-doencas-5825358.html>. Acesso em: 23/04/2017.

DIGITAL, Olhar. Gameterapia: o tratamento e a cura através dos games. Disponível em: <http://m.olhardigital.uol.com.br/games-e-consoles/video/gameterapia_o_tratamento_e_a_cura_atraves_dos_games/20886>. Acesso em: 23/04/2017.

SILVA, Grace. Gameterapia: a terapia através dos vídeos games. Disponível em: <http://www.top30.com.br/news/gameterapia-a-terapia-atraves-dos-videos-games/>. Acesso em: 23/04/2017.

GEBERT, Márcia TiemiMiksza Balieiro.  Gameterapia, o tratamento com utilização de games. Disponível em: <http://www.correiodolago.com.br/clientes/fisioterapias/game.html>. Acesso em: 23/04/2017.

SOARES, Monalise Dantas; SANTOS, Júlia Karoline Viana dos; COSTA, Fabrícia Azevedo da Costa; MELO, Luciana Protásio de. Wii reabilitação e fisioterapia neurológica: uma revisão sistemática. Disponível em: <http://www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2015/2301/origin al/982original.pdf>. Acesso em: 23/04/2017.

ROMANO, Rosangela; RAIA, Fábio; DIAS, Igor; BLASCOVI, Silvana Assis. Tecnologia de Games e Reabilitação Virtual: Adaptação do Software Labview para Captura de Dados do Wii Balance Board. Disponível em: <http://www.ipv.pt/millenium/Millenium45/10.pdf>. Acesso em: 23/04/2017.