domingo, 16 de março de 2014

RTF e estética: O preço da beleza - Parte I

      Em uma sociedade que impõe padrões de estética e beleza a serem seguidos a qualquer preço, a busca por tratamentos e métodos de depilação, emagrecimento, clareamento de pele, redução da celulite e entres outras exigências têm sido de grande expressividade. Dentre os recursos terapêuticos utilizados para tais fins, os Recursos Terapêuticos Físicos, são os mais utilizados na área da Fisioterapia Dermatofuncional.
     Do ponto de vista Ético, Profissional e da Saúde, alguns aspectos dessa realidade são bastante preocupantes e duvidosos e merecem a atenção tanto dos profissionais de saúde quanto da população.

QUEM devo procurar para a aplicação de tais recursos?

         Conforme Resolução COFFITO 80/87, o Fisioterapeuta é o profissional apto à aplicação destes recursos, devido a sua própria formação. Tem a capacidade de avaliar, aplicar segundo conhecimentos anatômicos e fisiológicos e parametrizar os aparelhos utilizados. Ao longo da história, a preferência da classe por somente Recursos Terapêuticos Manuais, gerou margem para que outros profissionais iniciassem indevidamente e ilegalmente a prática, embora a situação tenha sofrido modificações bastante significativas atualmente.

         A falta de fiscalização e consequente facilidade na compra de aparelhos utilizados como Recursos Terapêuticos Físicos têm dado espaço à utilização da prática de maneira clandestina e ilegal. Não somente o profissional de saúde, mas toda a pessoa sem conhecimento ou não tem a permissão para adquirir o produto, inclusive por contrabando. Como foi o caso investigado pelo Fantástico, em Novembro do ano passado, sobre o abastecimento de clínicas especializadas e salões de beleza, em boa parte do país, de maneira ilícita. [Veja a reportagem completa clicando no link ao final da reportagem - Parte II].
        
       Outro grande problema, já proibido pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), porém ainda em persistência, é a venda de pacotes de tratamentos e produtos em sites de compras coletivas. O que atrai clientes nesse tipo de compra além da facilidade é o valor bastante reduzido em relação ao preço normal. Os sites especializados nesse tipo de oferta utilizam se um marketing bastante atrativo com imagens de mulheres e homens esteticamente perfeitos. Não caia nessa!

7 comentários:

  1. Muito bom, isso é um ótimo alerta

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela reportagem adorei espero continuar sendo informada sobre os recursos terapêuticos em diferentes temas ! Parabéns novamente! :)

    ResponderExcluir
  3. Interessante o alerta, porque as promoções de sites de compra coletiva enchem os olhos, mas nada compensa um problema provocado por um mal profissional.

    ResponderExcluir
  4. atualmente tenho procurado por esteticistas para um clareamento de pele. valeu a dica!

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a reportagem , ela serva para nos alertar sobre o risco que corremos ao utilizar um recurso terapêutico oferecido por profissionais que não esteja devidamente capacitados para realiza-lo .

    ResponderExcluir
  6. é importante informar para as pessoas que os aparelhos de recursos terapêuticos físicos devem ser utilizados pelos profissionais da saúde. Parabéns !

    ResponderExcluir
  7. Esse assunto é um alerta para todos nós, as vezes queremos fazer algo bom e barato, e nos esquecemos da qualidade e da procedência, e do que realmente é a beleza!

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário aqui.