quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Termoterapia para ganho da flexibilidade muscular

Resfriamento ou aquecimento para auxiliar no ganho da flexibilidade muscular? 


Segundo Bandy et al. (1997), a flexibilidade muscular é definida como habilidade de um músculo alongar-se, permitindo que uma articulação (ou eventualmente mais de uma) se mova através da sua amplitude de movimento. A perda da flexibilidade muscular é revelada pela redução da capacidade de um músculo deformar-se, resultando numa redução da amplitude de movimento. O componente viscoelástico do músculo tem sido apontado como um fator mecânico que limita o alongamento passivo e ativo dos tecidos contrátil e elástico, alterando a amplitude de movimento. Os recursos de aquecimento tecidual aumentam a extensibilidade do colágeno tornando os tecidos mais maleáveis. Já os recursos de resfriamento tecidual diminuem a extensibilidade do colágeno, o que deixa o tecido com uma característica mais plástica.
Diante disso, Brasileiro et al., (2007) realizou um estudo com o objetivo de avaliar a influência do resfriamento e do aquecimento muscular local, antes das técnicas de alongamento, sobre a flexibilidade dos músculos isquiotibiais de indivíduos saudáveis.

           Metodologia do estudo

Foram selecionados 40 indivíduos (12 homens e 28 mulheres), divididos em 4 grupos de dez pessoas cada, sendo: grupo 1, o grupo controle; grupo 2, o de alongamento (técnica de sustentação-relaxamento) para os músculos isquiotibiais, por duas semanas consecutivas; grupo 3, o de alongamento precedido da aplicação de crioterapia (25 minutos) e o grupo 4 foi o grupo alongamento precedido de aquecimento com diatermia por ondas curtas (25 minutos).
Foi avaliado inicialmente o ângulo extensor do joelho dominante de todos os participantes. A posição em que o indivíduo se encontrava era de decúbito dorsal com o quadril a 90º sobre uma prancha ajustável, como demostrado na figura abaixo. 

Fonte: Brasileiro JS, Faria AF, Queiroz LL., 2007, p. 59

Ao apresentar os resultados, Brasileiro et al., (2007), apontaram que:
Os três grupos experimentais aumentaram significativamente a ADM em relação ao grupo controle. Os ganhos médios diários, considerados efeitos agudos (ganho de flexibilidade em curto período), mostraram diferenças significativas em favor do grupo submetido ao resfriamento, quando comparado aos demais (p= 0,008). Em relação aos efeitos crônicos (ganho de flexibilidade a longo prazo), não foi observada diferença significativa entre os três grupos experimentais, embora todos diferiram do controle.

Hipótese e conclusões dos autores do estudo

A hipótese inicial dos autores era que o grupo em que fosse aplicado o resfriamento e o aquecimento na região dos músculos isquiotibiais iria obter um ganho de flexibilidade maior tanto no efeito agudo quanto crônico e o grupo controle não teria um ganho significativo. 
As conclusões dos autores foram que sessões de alongamento, aplicadas diariamente, aumentaram significativamente a flexibilidade dos músculos isquiotibiais. Os efeitos agudos foram maiores no grupo submetido ao resfriamento, quando comparado aos grupos somente alongado ou aquecido. Os efeitos crônicos não foram influenciados pelo aquecimento nem pelo resfriamento. 

Hora de testar os conhecimentos!! 
Dê o play no vídeo abaixo para fixar o conteúdo e em seguida responda o quiz.







Respostas: 1-F, 2-F, 3-V, 4-F, 5-V, 6-F




Referências Bibliográficas 
Brasileiro JS, Faria AF, Queiroz LL. INFLUENCIA DO RESFRIAMENTO E DO AQUECIMENTO LOCAL NA FLEXIBILIDADE DOS MUSCULOS ISQUIOTIBIAIS. Rev. bras. fisioter., São Carlos, v. 11, n. 1, p. 57-61, jan./fev. 2007
 ESPAÇO BAMBUI. Yoga. Disponível em: <http://espacobambui.com.br/especialidade/yoga/>. Acesso em: 11 out. 2017.
DREAMS TIME. Gelo - mãos frias. Disponível em: <https://pt.dreamstime.com/foto-de-stock-royalty-free-gelo-m%c3%a3os-frias-image17241925>. Acesso em: 11 out. 2017.




22 comentários:

  1. Muito interessante o post e o video ajudou bastante na compreensão do tema.

    ResponderExcluir
  2. A postagem foi muito esclarecedora, trouxe uma informação importante de uma forma clara e objetiva. Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  3. Muito Bacana o post e o video, ajuda a entender-mos como funciona a flexibilidade dos nossos músculos e tira até algumas dúvidas que temos sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom a publicação. Parabéns ao responsável pelo blog.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom! O vídeo ajudou, de forma mais objetiva, entender sobre o assunto. Me deixou curiosa para saber mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  6. Muito legal o post, ajuda a entender como funciona a flexibilidade dos nossos músculos e o video foi fundamental para melhor compreensão do assunto.

    ResponderExcluir
  7. Ótimo, bem explicado e claro. Ajudou bastante

    ResponderExcluir
  8. Excelente conteúdo, fácil leitura e tema muito útil. Obrigado por compartilhar!

    ResponderExcluir
  9. Muito bacana e interessante gostei muito do que foi apresentado, parabéns a todos participantes

    ResponderExcluir
  10. Ótimo tema .Parabéns ao grupo, excelente trabalho ��������

    ResponderExcluir
  11. Excelente explicação, objetivo e super esclarecedor.Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Muito informativo e educacional, ótima maneira de explicação sobre o assunto

    ResponderExcluir
  13. Assunto muito interessante e que temos pouco acesso. Parabéns pelo excelente desempenho e explicação

    ResponderExcluir
  14. Assunto muito importante exelente trabalho.parabens

    ResponderExcluir
  15. Muito legal , fácil compreensão sobre o assunto e nos ajuda a saber como podemos fazer com o corpo mais flexível , parabéns ao grupo

    ResponderExcluir
  16. Muito legal , fácil compreensão sobre o assunto e nos ajuda a saber como podemos fazer com o corpo mais flexível , parabéns ao grupo

    ResponderExcluir
  17. Muito interessante gostei e o vídeo foi fundamental a esclarecer sobre o assunto, parabéns

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário aqui.