quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Utilização do Laser e Led na cicatrização de feridas


Laser
Led
Significado
Light Amplification by Stimulated of Radiation
Light Emitted Diode
Comprimento de Onda
Monocromático

Monocromático
Colimação
Feixe com alta colimação
Feixe colimado
Coerência
Alta coerência temporal e espacial
Baixa coerência temporal e alta coerência espacial
Custo
Alto
Baixo

Sensibilidade a Temperatura
Maior
Menor
 Figura 1: Laser                                      Figura 2: LED

Vários estudos clínicos avaliaram a eficácia da fototerapia por luzes coerentes (laseres) e não coerentes (LEDs–Light Emiting Diodes) como método bioestimulador para o reparo tecidual, que aumenta a taxa de ATP, a proliferação celular, a normalização da membrana celular e redução das substancias inflamatórias.  Também estimula a proliferação de fibroblastos aumentando a síntese de colágeno

A fisioterapia tem utilizado esse recurso para o tratamento de ulceras crônicas em pacientes com diabetes do tipo 2 e tem obtido ótimos resultados.


Ao iniciar o tratamento o tipo de fototerapia a ser selecionado deve-se basear na área e profundidade a ser tratada, o laser atua mais profundamente em relação ao LED que e mais superficial e abrange uma maior área. O comprimento de onda deve ser de 594 a 633nm (luz visível) para tecidos superficiais e de 770 a 1550nm (Infravermelho) para os tecidos profundos. O tempo de tratamento varia, mas apos as primeiras sessões já consegue-se ver algum resultado. O paciente e o fisioterapeuta devem usar óculos de proteção.

Contra-indicações:
  • Área dos olhos e gônadas
  • Região abdominal de mulheres
  • Áreas de hemorrágicas
  • Processos neoplásicos
  • Tratamento do tórax em pacientes cardíacos deve ser evitado, juntamente naqueles que têm marca-passo
  • Irritação cutânea
  • Próximo a epífise de crianças
  • Infecção cutânea
  • Pacientes com fotosensibilidade

14 comentários:

  1. Muito interessante essa matéria, não sabia que os Led's poderiam ser utilizados para essa finalidade.

    Estão de parabéns

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito desta matéria me ajudou a entender melhor o trabalho de pesquisa que foi vista em sala sobre feridas em cavalos.

    ResponderExcluir
  3. -Jéssica Sabadini: O lazer é um recurso que tem uma versatilidade muito grande e mostra ótimos resultados clínicos quando usado corretamente. Poderia ser mais aproveitado nos diferentes tratamentos fisioterápicos.

    ResponderExcluir
  4. A literatura descreve os recursos terapêuticos luminosos, como o laser e o LED, como ótimas escolhas quando o objetivo da intervenção é auxiliar a cicatrização de feridas. Inclusive, existem diversas pesquisas que comprovam a eficácia dessa modalidade terapêutica na prática clínica.
    Existem algumas diferenças entre esses recursos, e a tabela exposta no post foi esclarecedora quanto às principais diferenças existentes eles.
    Phillipe Marques, 4° período de Fisioterapia (PUC Minas).

    ResponderExcluir
  5. Interessante mesmo a matéria, ressaltaram até sobre as profundidades do Laser e Led.
    Keila 4° período

    ResponderExcluir
  6. Izabela Santos Azevedo3 de novembro de 2013 14:53

    Parabéns pelo tema abordado, a matéria foi muito bem argumentada mostrando como o laser e led atuam na cicatrização de feridas .
    Izabela Azevedo - 4° Período

    ResponderExcluir
  7. Brenda Gonçalves 4º período3 de novembro de 2013 20:05

    Ótima intervenção! Principalmente para esse tipo de indivíduo (diabético) que tem dificuldades de cicatrizar feridas naturalmente.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante essa materia.Muito boa a finalidade dos led's na cicatrização.

    ResponderExcluir
  9. Samara- 4º período5 de novembro de 2013 17:11

    Muito legal e interessante
    Duvida: embora haja contra- indicações (como região abdominal de mulheres), mesmo que a ferida seja muito extensa e superficial, por exemplo, não se pode utilizar em hipótese alguma o LED?

    ResponderExcluir
  10. Eduarda Bueno Dornellas5 de novembro de 2013 18:29

    Muito legal! O quadro ajudou bastante da compreensão do assunto.

    EDUARDA BUENO DORNELLAS - 4º PERIODO

    ResponderExcluir
  11. A aplicação desse recurso em pacientes que têm dificuldades no processo de cicatrização tecidual, é muito importante, pois evita complicações no quadro como aparecimento de infecções e agravo da lesão.
    Luísa Farias

    ResponderExcluir
  12. Tambem é um recurso que pode ser utilizado em pessoas que ficam muito tempo acamadas , dependendo do motivo pelo qual essas pessoas estão assim.
    Gabriela Gonçalves ,4° Período, Fisioterapia

    ResponderExcluir
  13. O Laser e o Led vem demonstrando bastante eficácia em cicatrização tecidual.
    Muito interessante a proposta de se discutir esse tema.

    Laryssa Galo - 4° período, Fisioterapia

    ResponderExcluir
  14. O tema é instigante e eu indago: e no caso de reincidência de feridas? Principalmente nos diabéticos?
    Seria o caso, de alternar as intervenções terapêuticas?
    Luísa Nassif Silva - 4º período/fisioterapia.

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário aqui.