sábado, 16 de maio de 2015

EFEITOS FISIOLÓGICOS TÉRMICOS E NÃO TÉRMICOS DO ULTRASSOM


O resultado da absorção do ultrassom nos tecidos é a oscilação de partículas em torno de sua posição média. Essa oscilação, ou energia sonora, é convertida em energia térmica proporcional à intensidade do ultrassom. Se todo esse calor não é dissipado pelos meios fisiológicos normais, ocorre um aumento da temperatura local que resulta em efeitos térmicos. Se a dissipação de calor equivale à geração de calor, não há uma elevação resultante na temperatura, e os efeitos que podem ocorrer são denominados não térmicos.


Efeitos Térmicos

Quando o ultrassom percorre o tecido, uma porcentagem dele é absorvida, e isso leva à geração de calor dentro daquele tecido. A quantidade de absorção depende da natureza do tecido, seu grau de vascularização e a frequência do ultrassom.  O aquecimento de estruturas constituídas por tecidos ricos em colágeno, como cápsulas articulares, ligamentos, tendões e tecido cicatricial, pode causar um aumento temporário na sua extensibilidade e, portanto uma diminuição na rigidez articular. 
Os efeitos clínicos incluem:

- Diminuição da rigidez articular;
- Redução do espasmo muscular;
- Modulação da dor;
- Aumento do fluxo sanguíneo;
Aumento da extensibilidade das fibras de colágeno.


Efeitos Não Térmicos

O ultrassom pode produzir efeitos biológicos como: estimulação da atividade dos fibroblastos, que aumenta a síntese protéica, a regeneração do tecido, o fluxo sanguíneo em tecido com isquemia crônica, a cicatrização óssea, sem envolver mudanças na temperatura. Os mecanismos físicos que parecem estar envolvidos na produção desses efeitos não térmicos são: Cavitação e Microfluxo Acústico.

Cavitação

Cavitação é a formação de pequenas bolhas gasosas nos tecidos como resultado da vibração do ultrassom.

Microfluxo Acústico

Movimento unidirecional de fluidos ao longo dos limites das membranas celulares resultante da onda de pressão mecânica no campo do ultrassom. Seus efeitos incluem: aumento da permeabilidade de membrana, aumento na secreção pelos mastócitos, aumento na captação de cálcio e maior produção do fator de crescimento pelos macrófagos.

7 comentários:

  1. Nossa me ajudou muito esse texto, pois no próximo semestre estarei aprendendo a utilizar esse aparelho dentre outros!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom e bem citado os efeitos e utilizações do US. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Agora posso dizer que já vi de tudo! Ahaha! Muito bom!

    ResponderExcluir
  4. Claro e objetivo. Gostei, principalmente do aviso que recebi sobre a postagem!!

    ResponderExcluir
  5. Abordaram o tema de forma clara. Ótimo trabalho!

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário aqui.