quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Efeitos do ultrassom na consolidação de fraturas

O ultrassom é um dos procedimentos físicos adjuvantes mais utilizados na fisioterapia e medicina regenerativa, usado no tratamento de ampla variedade de patologias como: nas úlceras dérmicas, nas incisões cirúrgicas da pele, lesões em tendões, fraturas tanto em humanos, quanto em animais, no encurtamento de tecidos moles e no controle da dor. Nessa postagem iremos nos focar no uso do ultrassom para tratamento de fraturas.
Nos dias de hoje pode-se achar diversas pesquisas sobre os efeitos do ultrassom, essas pesquisas mostram que a estimulação ultrassônica em tecido ósseo obteve diversos efeitos, dentre eles, efeitos sobre o tempo de consolidação óssea acelerada, mais especificamente na estimulação celular de osteoblastos e osteoclastos. O ultrassom também atua em fibroblastos, colágeno e diminuem células inflamatórias.

Cicatrização óssea

O osso é um tipo de tecido conjuntivo, e sua lesão passa pelo mesmo estagio de cicatrização que ou outros tecidos moles, sendo a principal diferença a deposição de sais. Vários pesquisadores observaram a aceleração de recuperação de fraturas após o tratamento com ultrassom. Foi demonstrado que a aplicação de ultrassom nas duas primeiras semanas após fratura de fíbula, nos estágios inflamatórios e proliferativos, aumenta a velocidade de cicatrização. Os parâmetros de tratamento eram 0,5W/cm² em um ciclo de trabalho de 20% por 5min, 4 vezes por semana.
Vários pesquisadores tem analisado o uso do ultrassom nas epífises em crescimento. Embora os resultados tenham sido de certo modo, inconsistentes, observou-se alguma forma de dano em cada estudo, incluindo fechamento prematuro das epífises, deslocando e alargando epífise, fraturas, erosão dos côndilos e encurtamento dos ossos. O grau de destruição parece imprevisível, portanto, não e recomendável aplicar sobre um osso em crescimento.



Cicatrização óssea x Ultrassom


Seria interessante se tivéssemos um cabeçote que fosse adaptável a todo tipo de superfície e de tamanhos diferentes, para melhor aplicação do recurso para que sua eficácia seja garantida.


video

18 comentários:

  1. Muito bacana as informações deste blog, afinal é muito importante nos mantermos informados principalmente quando o assunto for saúde!

    ResponderExcluir
  2. O ultrassom possui efeitos térmicos e atérmicos, ambos poderiam trazer efeitos benéficos sobre a cicatrização óssea?

    ResponderExcluir
  3. Izabela Santos Azevedo3 de novembro de 2013 14:37

    Parabéns! Não conhecia muito a relação do ultrassom em feridas, me ajudou muito a ter mais um conhecimento .
    Izabela Azevedo - 4° Período

    ResponderExcluir
  4. Brenda Gonçalves 4º período3 de novembro de 2013 19:56

    Há alguma contra indicação para o uso da ultrassom no tratamento de fraturas (como área, por exemplo)? Existe um tempo mínimo ou máximo pós fratura para o início da intervenção?

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o post e o video e excelente,

    ResponderExcluir
  6. Samara- 4º período5 de novembro de 2013 16:54

    Legal
    Dúvida: já que o ultrassom pode gerar um encurtamento dos ossos, ele pode ser usado por pessoas que apresentam acromegalia?

    ResponderExcluir
  7. Eduarda Bueno Dornellas5 de novembro de 2013 18:08

    Gostei muito desse trabalho, o assunto é bastante relevante e interessante. ÓTIMO

    EDUARDA BUENO DORNELLAS - 4º PERIODO

    ResponderExcluir
  8. o Ultrassom é um dos poucos recursos capazes de atingir o tecido ósseo não superficial e sua aplicação durante a reabilitação de fraturas pode minimizar até a perda de força muscular, podendo resultar em excelentes resultados na prática clínica. Ficou ótimo!
    Luísa Farias

    ResponderExcluir
  9. Quando se tem uma fratura em algum membro, é utilizado o gesso . Como é feita a aplicação do ultrassom no membro engessado ?
    Gabriela Gonçalves ,4° Período, Fisioterapia

    ResponderExcluir
  10. Muito interessante. o ultra-som quando aplicado de forma indicada, mostra-se capaz interferir na fisiologia do processo de consolidação da fratura minimizando o tempo de reparo da mesma.

    Laryssa Galo - 4° período, Fisioterapia

    ResponderExcluir
  11. É muito interessante a utilização do ultrassom para cicatrização de fraturas, pois torna o processo de cicatrização mais rapido e menos doloroso. Otimo trabalho !
    Larissa Izabel Jamar , 4° Período , Fisioterapia

    ResponderExcluir
  12. Muito legal,não conhecia muito sobre esse assunto do ultrassom relacionado com tratamentos de fraturas e esse post me ajudou muito.Parabéns!
    Ana Carolina de Almeida/4° Período

    ResponderExcluir
  13. É a tecnologia em parceria com saude, para diagnisticar e tratar possiveis lesões.

    ResponderExcluir
  14. Além de interessante este estudo, abrindo mais um caminho para a recuperação de fraturas, um grande passo será dado quanto 'a adequação dos recursos aos diferentes tipos de lesões.
    Luísa Nassif Silva - 4º período/fisioterapia

    ResponderExcluir
  15. Muito interessante!! Os benefícios para a recuperação da lesão diminuiriam o tempo de imobilização?
    e como seria a aplicação deste tratamento com a presença do gesso?

    Michelle Araújo 4º fisio.

    ResponderExcluir
  16. o ultrassom como foi visto para tratamento de fraturas, estimula o crescimento ósseo, mas se o paciente possui deficiência de cálcio ou anemia, poderia mesmo assim realizar o procedimento com o ultrassom ou geraria um fator desencadeante de anemia crônica??

    Miriam de Sousa Soares Callegário- 4ºperiodo Fisioterapia

    ResponderExcluir
  17. Sofri uma,fratura no tornozelo a seis meses e estou com parafusos colocados em ambos os lados...e estou em um dos lados com atraso da consolidação... Gostaria da opinião de vcs em saber se o ultrassom neste caso pode me ajudar nesta consolidação...e se não há problemas em usa lo proximo aos parafusos..obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ultrassom é um recurso que normalmente é usado para auxiliar na formação do calo ósseo. Porém, a sua indicação só pode ser realmente estabelecida após o paciente ser avaliado, pois, apesar de indicado, pode haver cautelas e/ou contraindicações ao seu uso, como por exemplo a presença de implantes metálicos.

      Excluir

Deixe seu cometário aqui.